Conquistas da arbitragem: Taxas e diárias no Campeonato Brasileiro

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×

cópia de d6dea736d346cf15863cffcd62e8cd3b

Em janeiro de 2011, teve início a primeira gestão Marco Antônio Martins na presidência da ANAF. Em 2014 o grupo foi reeleito para mais quatro anos, acumulando neste período una série de conquistas e realizações.

A atual gestão desenvolve, com apoio dos sindicatos e associados, um incansável trabalho de fortalecimento da entidade, organização e representação da arbitragem perante os órgãos do futebol e instituições correlacionadas.

Neste período, a arbitragem brasileira acumulou muitas conquistas, fruto da mobilização da ANAF e dos sindicatos.

Começamos a relatar as CONQUISTAS DA ARBITRAGEM por um tema que atinge diretamente o bolso do árbitro: o valor das taxas e diárias.

COMO ERA EM 2011

Em 2010, um arbitro recebia no máximo R$ 3.000,00 por partida, isto na categoria FIFA. A ANAF iniciou uma luta pelo reajuste anual pelo índice IGPM, acrescido de ganhos reais em todas as competições organizadas pela CBF, além da equiparação, já que os valores pagos para jogos na série A eram diferentes das demais competições.

O QUE A ANAF FEZ?

A ANAF abriu um diálogo produtivo com a CBF, se encontrando por diversas vezes com o presidente da entidade. A entidade protocolou ofícios expondo a situação dos árbitros e a necessidade de reajustes tanto nas taxas como no valor das idearias. Muitos dos pleitos estão sendo atendidos.

RELATORIO CA-CBF

cbf vsita 690

cbf

TAXAS DE ARBITRAGEM E DIÁRIAS EM 2017

Chegamos a 2017 com reajustes nas taxas e diárias e equiparação nos valores para todas as séries.

O Campeonato Brasileiro da série A realiza dez jogos por rodada. As equipes de arbitragem são formadas pelos sextetos que atuam em campo mais o inspetor, o que  movimenta 70 árbitros a cada rodada.

Já na série B esse número cai para cinco por partida, pois nessa competição não estão sendo utilizados os AAA. O mesmo ocorre na série C e D.

Juntando as quatro séries, o brasileirão envolve pelo menos 220 profissionais da arbitragem por rodada, atuando em jogos por todas as regiões do pais.

Tudo isso tem um custo que será assim pago aos árbitros e demais membros da arbitragem.

Na série A os árbitros FIFA e os ex-FIFA recebem R$ 4.000,00 por partida.

Já na série B recebem R$ 3.150,00 por jogo.

Nas séries C e D eles recebem valores escalonados por fase que ficara entre R$ 2.350,00 e R$ 2.200,00.

Os demais árbitros CBF recebem algo entre R$ 2.900,00 (série A) e R$ 1.000,00 (série D).

Os assistentes ganham 60% do valor de cada árbitro de sua categoria.

Os adicionais recebem R$ 800,00 por partida, mesmo valor que será pagos aos inspetores de arbitragem.

Além das taxas, todos recebem diárias que vão de R$ 90,00 a R$ 585,00 dependendo da distância entre a cidade do árbitro e o local da partida.

Veja abaixo os valores que serão pagos nas séries A,B,C e D.

bac2e015-66b9-4cdd-9339-623f462ad95918c7f1a3-cc21-484e-8685-d229ff959736

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×